web analytics
Oqueeacustica-01

O que é acústica?

07/06/2017 | | Posts Publicados: 4

A Acústica é o ramo da Física que estuda as oscilações que ocorrem em meios elásticos e cujas frequências são percebidas pelo ouvido humano como “SOM”. O seu objetivo é controlar a emissão, a recepção, a transmissão e a reprodução de fenômenos acústicos. É, portanto, uma ciência transversal a vários ramos do conhecimento, que vai das Artes à Engenharia, passando pelas Ciências Sociais e Médicas.

Ela aplica-se em vários âmbitos como, por exemplo, o controle de ruído industrial, o controle de ruído ambiente, a acústica arquitetônica (ou acústica de salas), a acústica das construções, o controle de ruído e vibrações em máquinas e equipamentos, acústica submarina, etc.

No âmbito de atuação da Ambi Brasil, a área mais importante é a relacionada com a Acústica Arquitetônica e das Construções.

A Acústica Arquitetônica é o ramo da Acústica que pretende garantir que os espaços interiores (salas) têm as condições necessárias para que o campo sonoro estabelecido no seu interior é o adequado para a utilização a que se destina. São seus objetivos garantir as condições arquitetônicas e construtivas para, por exemplo:

  • Boa inteligibilidade da palavra em estações de transportes, salas de aulas, auditórios, salas de reunião, teatros;
  • A prática musical, quer em salas de concerto quer nas escolas de música, sejam elas salas de pratica individual ou de conjunto;
  • A gravação (salas de edição áudio, estúdios de gravação, etc.) e a reprodução musical, (tais como home-listening);
  • Controlar o ruído no interior dos escritórios e entre postos de trabalho tornando-os em lugares mais produtivos para trabalhar;
  • Adequar os restaurantes de forma a serem mais agradáveis de permanecer;
  • Etc.

As características do campo sonoro estabelecido no interior de um espaço fechado são condicionadas pela concepção arquitetural (geometria e volume), pelas soluções construtivas adotadas para os diversos paramentos, pavimentos e tetos, pelos respectivos acabamentos e revestimentos, pela orientação relativa dos mesmos e pelo volume por eles delimitado.

O posicionamento das fontes sonoras (e.g., orador, alto-falante e máquina) e dos receptores (e.g., espectadores e microfones), os equipamentos e mobiliário, também afetam a qualidade acústica de uma sala. Deste modo, os estudos de Condicionamento Acústico devem integrar numa fase inicial, com interesse evidente, a generalidade dos projetos, de forma que não seja à posterioridade que se tenha que intervir no sentido de se efetuar “correções acústicas”, que são sempre difíceis (por vezes impossíveis) e onerosas, indicativas que um erro de projeto foi cometido a montante. Esta cooperação inicial é pertinente porque, como vimos, a acústica não um ramo da decoração de interiores extravasando a questão da escolha adequada dos revestimentos.

A acústica deverá ser entendida como um fator determinante na qualidade de um Projeto de Arquitetura, sendo que a utilização de produtos de qualidade devidamente certificados e a respectiva aplicação executada por empresas especializadas trará benefícios para todos.

 

Autor: Eng. Ricardo Patraquim